Páginas

29 maio 2011

O movimento Estético

O que foi realmente o movimento estético?
Tudo começou por volta de 1860, com um grupo de artistas e escritores, que naquele momento se encontravam em total inconformismo e por conta desta irritação, criarão um movimento reformista que exploravam novas formas de viver e se expressar. Estavam desafiando os padrões da época, cansados da estética vitoriana, fizeram surgir "a arte pela arte" onde se enfatizava a forma e não o seu contéudo, diziam que o valor da arte está na estética e que ela deveria ser admirada por sí mesma e não buscar nenhuma mensagem moral que pudesse conter, enfatizavam o prazer estético.Como fundadores deste movimento se encontra William Morris, James McNeil Whistler e Dante Gabriel Rossetti


Durante as próximas décadas o movimento cresceu e foi atraindo cada vez mais artistas, artesãos, poetas e escritores, filósofos e juntos criaram o movimento que cultuava a beleza pura. pode-se dizer que tudo isso causou choque na sociedade conservadora da época, século 19. O slogan era, arte pela arte, criação do poeta Théophile Gautier. Foi a contra-cultura, exatamente como nos anos 60 e que veio para mudar os padrões e teve como palco inicial a galeria Grosvenor, na Bond Street,Londres, que foi inaugurada em 1877 onde aconteceram diversas exposições de peso como as de JMWhistler, Albert Moore e Edward Burne-Jones.Além de tudo, o lugar foi palco de performances de todos os novos tipos e personagens emergente no movimento como o emblemático Oscar Wilde.A galeria fez surgir a nova elite artística e toda a sociedade Londrina começou a fazer uso dessa nova moda e a comprar cada vez mais as artes e o movimento se estendeu a moda, na decoração e até mesmo na arquitetura e as empresas fabricantes de bens de consumo como móveis, têxteis e objetos em geral, passaram a contratar estes artistas para fazer suas novas criações.Toda esta mudança na sociedade e nas artes fez surgir o movimento Arts and Crafts que unificou os trabalhos dos designers, arquitetos, artesãos, pintores e escultores e levaram com isso os ideais das artes e do ofício a um numero maior de pessoas, popularizando. Este momento teve William Morris e John Ruskin como maiores divulgadores e incentivadores do movimento.


O museu Victoria and Albert, Londres, esta realizando uma exposição que de 2 de abril a 17 de julho, mostra "The Cult of Beauty- The Aesthetic Movement 1861-1900"


A exposição será dividida em quatro períodos cronológicos que mostrará o desenvolvimento do movimento estético nas artes e no design no período de 1860-1890. Assista o vídeo da exposição. Segundo Stephen Calloway, realmente este movimento estético nos deixou um legado que foi fundamental para o século 20, a importância da arte na vida cotidiana, de que o belo deve nos rodear é crucial e pode-se afirmar que este movimento foi a primeira revolução de costumes.
Veja mais sobre a exposição aqui .



12 maio 2011

O pixel está na moda


Para a coleção outono inverno 2011/2012, a Anrealage (Anriareiji) by Kunihiko Morinaga, desfilou na semana de moda do Japão, no Laforet Museum Roppongi Minato (Tokyo), que teve como tema " LOW "(baixa resolução). Kunihiko apresentou vestidos, ternos, casacos e acessórios tudo em padronagem pixel, composição feita de coloridos blocos de tecidos diferentes, causando um efeito bem realista dos pixels.

Os acessórios também foram confeccionados com motivos de pixels, os óculos em formato cúbico, coloridos translúcidos, quase como máscaras. Uma mistura maravilhosa de padronagem associada a um bom design das roupas. Esse é o trabalho da Anrealage (Anriareiji) by Kunihiko.





Veja melhor aqui e aqui.


09 maio 2011

A arte e a moda by Sonia Delaunay


Sarah Stern, esse era seu verdadeiro nome, mas também era chamada Sonia Terk, nascida na cidade de Gradizhsk, uma aldeia na Ucrânia, em 14 de novembro de 1885 e veio a falecer em Paris, 5 de dezembro de 1979. Em 1910, Sonia casou-se com Robert Delaunay, também artista, tiveram um filho, Charles.
Sonia é reconhecida como uma pintora abstracta e colorista, aplicou todos os seus conhecimentos e talentos em praticamente em todas as áreas de expressão visual, incluindo as artes gráficas, decoração, teatro, cinema, moda e têxtil.Seu estilo, a meu ver, é difícil de definir, cubismo, futurismo, teve sua fase Fauvista, mas foi com as artes decorativas que ela recebeu diversos prémios.

Sua marca registrada é a sensação de movimento e ritmo criada pelo contraste simultâneo das cores. Atualmente, está acontecendo uma exposição no Smithsonian, especificamente no Cooper-Hewit, National Design Museum, Color Moves: Arte e Fashion by Sonia Delaunay, de 18 de março a 19 de junho de 2011. Esta exposição irá mostrar todos os trabalhos realizados por Sonia no seu atelier, Simultané em Paris, na década de 20, os têxteis criados para Metz& Co ( Loja de departamentos em Amsterdã em 1930 ).Mostra-rá exemplos de projetos têxteis, vestuário, fotografias, irá estar presente obras que estão no Musée Des Arts Decoratifs, Musée de la mode de la ville de Paris, Musée de L`Etoffes, Bibliothéque Nationale de France e coleções privadas.Veja abaixo mas exemplos do trabalho desta mulher que indiscutivelmente é uma fonte de inspiração.








Veja mais no Web site da exposição aqui e aqui