Páginas

02 setembro 2010

Costureira(o), a profissão



Hoje vamos dar continuidade sobre o assunto das profissões relacionadas a moda. Vamos falar sobre costureira(o): o Wikipédia, define da seguinte forma: É o profissional que opera máquinas de costura convencionais(domésticas) e as especiais(industriais) sendo que quando este profissional adquiri muita experiência, ela(e) pode passar a fazer peças piloto(piloteira). É a pessoa encarregada de confeccionar, seja por conta própria(autonômo) ou trabalhando numa confecção, industria ou cooperativa. Há vários segmentos que uma costureira(o) pode actuar: moda masculina, feminina, intima, para cachorros, bolsas e acessórios, decoração, reformas de roupa e customização. Sem contar que depende do nível deste profissional para se observar que ela(e0 pode ter a especialidade de costurar o básico, modinha, alta costura e a alfaiataria.



A história da costura está muito ligada com a própria história da humanidade. Foi encontrado pelos arqueólogos, agulhas primitivas feitas de osso ou marfim, de 30 mil anos atrás, onde usavam para costurar couros e peles de animais. Se encontra registro em objectos de 5 mil a 400 a.C desta profissão, os Sumérios e os Egípcios foram povos que valorizavam muito e contribuíram para o surgimento desta profissão porque eles davam muita importância a vestimenta principalmente por motivos estéticos e de hierarquia social. Mas foram os Persas que confeccionaram  as primeiras peças personalizadas e confortáveis. Já na idade média a qualidade das roupas teve uma evolução substancial e no renascimento se acrescentou o uso de ornamentos, principalmente pedrárias e bordados, fazendo com que a costura se tornasse um empreendimento lucrativo dentro das pequenas cidades.

Com a revolução industrial(Inglaterra), revolução esta que foi feita baseada na produção de tecidos e levou a costura a se padronizar e os burgueses passaram a contratar costureiros para produzirem suas roupas de forma mais exclusiva e levou estes profissionais não só trabalhar de forma particular em pequenos ateliês, oficinas, como nas industrias que pipocavam em todas as regiões. De 1898 a 1910 foi a grande evolução da industria do vestuário, grandes produções, se abriram mais vagas de trabalho para costureiras(os), alfaiates e artesãos.

A costura está sempre nas histórias familiares, quem não tem um familiar que costura ou costurou na família. Costurar está intimamente ligado ao universo feminino. Antigamente as meninas eram preparadas e treinadas a serem grandes donas de casa além de serem exímias costureiras, bordadeiras, cozinheiras. Elas preparavam seus enjovais com todo o espero e sempre auxiliadas pela avó ou a mãe e toda a produção era guardada a espera do grande dia, o casamento e para depois suas obras serem mostradas no novo lar. É lindo, lúdico e feminino.

Hoje esta profissão continua fazendo sua parte, seja em casa, na pequena confecção, na industria...ela perdura e vem sofrendo evoluções e aportes do sector industrial, onde o profissional precisa se actualizar constantemente para que poça fazer uso dos  maquinários que estão constantemente sendo actualizados, sem contar que para ser uma boa costureira(o) precisa também estar por dentro das tendências do mercado da moda. Hoje temos o SENAC e o SENAI  que proporcionam treinamento de muito boa qualidade para estes profissionais.

Nenhum comentário: